Alimentação infantil saudável: entendendo tudo sobre o assunto

Hoje vamos tratar da alimentação infantil saudável, considerando o quanto é importante que os pais se preocupem em alimentar bem os seus filhos, buscando opções mais naturais.

É claro que o processo todo não é tão simples, já que para muitas famílias, com a correria do dia a dia, é bem mais fácil comprar alimentos prontos no mercado, ou aproveitar opções gerais de restaurantes.

Porém as informações que colocamos por aqui são para que você, como pai ou mãe, considere a importância de uma alimentação infantil saudável.

Continue então a leitura para saber o que gostaríamos que você pudesse avaliar.

Como e quando introduzir alimentos?

A maioria dos nutricionistas e Médicos indicam que a alimentação infantil saudável se inicia aos 7 meses de idade, onde juntamente com a amamentação alguns alimentos começam a ser oferecidos a criança, em formatos pastosos.

Importante oferecer alimentos mesmo, frutas, vegetais, grãos, adicionando um pouco deles cada vez mais, conforme a criança mama menos, e variando nas escolhas, para que ela experimente sabores e texturas.

Alimentação infantil saudável: existem alimentos proibidos?

Para garantir uma alimentação saudável ao seu filho é necessário que alguns itens sejam evitados, de maneira que ele receba nutrientes e assim possa se desenvolver.

Não que seja proibido, mas algumas coisas não devem ser oferecidas em excesso para ele, como os alimentos industrializados, a exemplo de biscoitos, bolos, iogurtes, e assim por diante.

Isto porque eles possuem alta concentração de sal, açúcar, além de químicos que podem fazer mal à criança. O açúcar inclusive, só é indicado a partir dos 2 anos de idade.

Sabemos que isso significa mais trabalho para os pais, porém é só pensar nos benefícios que uma alimentação infantil saudável pode trazer.

Como saber se a alimentação infantil é saudável?

A melhor maneira de garantir que a alimentação infantil do seu filho é saudável é através da análise da saúde dele. A maneira mais simples é verificando se ele está no peso e altura aproximados para a idade dele, o que já é um ótimo indício.

Outra forma é confiar nos exames clínicos, como de sangue, que podem verificar se ele tem excesso de gordura, anemia, ou outras condições.

O que não esquecer!

Existem algumas coisas que não podem ser esquecidas de maneira que você possa garantir ao seu filho uma alimentação infantil saudável, como:

  • Incluir no dia a dia dele a prática de atividades físicas, como brincadeiras que exigem correr, andar, usar partes do corpo, e assim por diante. Não precisa ser um esporte em específico, a não ser que ele queira. O importante é garantir que ele se movimente!
  • Variar constantemente os alimentos, incluindo diversas opções.
  • Sempre que possível oferecer alimentos naturais, como frutas, verduras, vegetais, grãos, etc.
  • Evitar ao máximo produtos industrializados, que nem são alimentos, mas sim produtos alimentícios.

Por fim, a Bread and Company, através do projeto Comida Afetiva, oferece diversas opções de marmitas saudáveis para alimentar o seu filho, com alimentos orgânicos e naturais.